Para acessar as Áreas do CAP, clique no ícone da engrenagem no menu superior e selecione uma entre as opções opções: Nova Área ou Configurações

Caso selecione por Configurações, na próxima janela, dentro de Workflow selecione a opção Áreas:

Então, será carregada a tela de configuração de áreas:

Se a opção escolhida anteriormente fosse a Nova Área, a página já seria carregada na tela de adição de área, conforme o tópico abaixo.

Criando uma Nova Área

Ao clicar na opção Nova Área, tanto pela tela de Áreas como pela opção do menu superior, será exibida a tela abaixo:

Para a criação de uma nova área serão solicitadas as seguintes informações:

  • Área Raiz: Onde será criada essa nova área. Como o CAP permite a criação de sub-áreas, ou seja, áreas dentro de outras áreas, você pode determinar qual o caminho que essa nova área seguirá, ou pode manter essa informação em branco. A não seleção de uma área raiz implicará na nova área criada como uma área raiz ela mesma.

  • Área: Aqui determina-se o nome desta nova área.

  • Usuários: Escolha quais os usuários ou grupos de usuários que poderão abrir solicitações criadas dentro desta área.

  • Gestores: Escolha quais os usuários ou grupos de de usuários que terão a permissão de Gestores para os fluxos criados nesta área.

  • Administradores: Escolha quais os usuários ou grupos de de usuários serão os administradores da área criada, podendo configurar workflows dentro da mesma.

  • Leitores: Escolha quais os usuários ou grupos de de usuários poderão pesquisar e acompanhar o andamento das solicitações pertencentes a esta área. 

  • Ativo: Desmarque esta opção caso queira que esta área não fique mais em uso, desabilitando os workflows pertencentes a mesma.

Para mais informações sobre as permissões citadas acima, acesse o artigo contendo nossa Matriz de Permissões do CAP.

Além da criação as áreas também podem ser editadas e/ou excluídas. Essas ações estão disponíveis na primeira coluna ao lado esquerdo do nome da área:

Porém, uma área somente poderá ser excluída se não existir nenhum workflow. Caso possua algum, ela não poderá ser excluída, apenas poderá ser inativada. Essa é uma medida necessária para se manter os dados do sistema íntegros, uma regra de compliance.

Entretanto, workflows podem ser movimentados entre áreas, bastando editá-los e alterar a área a qual pertencem. Assim, em uma eventual necessidade de exclusão de uma área, basta movimentar os workflows para outras áreas para que então seja possível apagá-la.

Encontrou a sua resposta?